As principais causas da inflação

 inflação

Há alguns anos atrás com uns R$200 dava para minha família, de (na época) duas pessoas encher um bom carrinho de compras. Hoje, com esse mesmo valor, ele fica minguado. A gente tem perdido, de fato, poder de compra ao longo dos anos. E o pior: os salários quase nunca acompanham! Esse aumento generalizado dos preços é a chamada inflação.

Claro que na época da hiperinflação nos anos 1980 a situação era bem mais severa, com os preços mudando de um dia para o outro praticamente. Quando se iniciou o Plano Real, quase não se falava muito de inflação. Mas, com a situação atual, agora é um tema sempre falado.

São vários os motivos para o aumento da inflação. Não dá para colocar o ‘culpa’ em apenas uma ‘coisa’. Vamos falar aqui então sobre esse assunto que tanto pesa no nosso bolso (ou o torna leve).

Se você quer saber mais sobre o que causa a inflação, acompanhe aqui quais são os principais motivos 😉

Causas da inflação

  1. Aumento do gasto público. Sim! Gastos excessivos podem contribuir para o aumento da inflação.

Quando o governo gasta mais do que arrecada, na prática ele está rodando a ‘maquininha de fazer dinheiro’. E isso não parece uma boa ideia? Tão boa quanto aquela nossa de infância de plantar uma árvore de dinheiro! Mas, o governo pode fazer isso? Pode! Mas  não pode fazer com muita frequência porque o excesso de moeda em circulação pode fazer com que ela se desvalorize.

Parece meio complicado, mas a ideia por detrás é simples: se você tem mais dinheiro do que bens (ou produtos) na economia, pela lei da oferta e da demanda, o valor do dinheiro cai. É como se tivesse mais dinheiro do que coisas para serem compradas. Essa é a chamada inflação monetária.

Por outro lado (e sempre tem um outro lado) se forem gastos que incentivem a atividade produtiva, eles tem o que os economistas chamam de ‘efeito multiplicador’. Eles podem alavancar a economia. Então o ‘pulo do gato’ é que os gastos sejam feitos em áreas estratégicas. Que sejam investimentos. (Veja aqui o post sobre esse aspecto).

  1. Aumento dos custos de produção

Quando os custos de produção aumentam, logo aumentam os preços finais que pagamos. Por exemplo, quando aumenta a gasolina, o diesel, a farinha de trigo, a energia elétrica, os pedágios das estradas, impostos…

Tem ainda o valor do dólar. Como grande parte dos nossos insumos produtivos vêm do exterior, quando o dólar aumenta, esse aumento é repassado para o preço final que pagamos. O mesmo vale para os produtos importados.

  1. Memória inflacionária

Sabia que a inflação tem memória? Pois tem! Muitas vezes o preço vai aumentando apenas porque o prestador de serviço já se ‘acostumou’ a ir aumentando seus preços após alguns períodos já pensando que a inflação vai continuar subindo como antes. Ou então pensa: já que está tudo aumentando tenho que aumentar meus preços também, senão fico no prejuízo. Aí vira uma bola de neve…

  1. Queda da taxa de juros

Essa é provavelmente a razão menos ‘explicável’ para o aumento da inflação. A ideia por detrás dessa relação é a de que se as pessoas ou investidores observarem taxas de juros baixas vão preferir consumir á investir. Com o aumento (desenfreado) do consumo, os preços iriam subir. Pela lei da oferta e da demanda. Já com juros mais altos, as pessoas iriam preferir poupar. Com menos consumo, os preços iriam cair.

Agora pense bem se isso tem alguma ligação com nossa realidade. Manter taxas de juros altas é bom mesmo para os grandes investidores. (Veja mais sobre essa discussão aqui)

  1. Problemas de safra

Sim, problemas meteorológicos como chuvas em excesso, secas, desastres naturais podem afetar os preços de determinados alimentos. E como os alimentos são itens importantes, esses fenômenos fazem aumentar os índices de inflação.

  1. Cartéis e pouca concorrência

Produtos fabricados por poucas empresas podem aumentar de valor se estas empresas combinarem preços. Estes são os chamados cartéis. O governo procura atuar diretamente para acabar com qualquer tentativa nesse sentido. Além disso, quanto mais elevada a concorrência, mais as empresas vão competir entre si para se tornarem mais eficientes e conseguir oferecer preços mais competitivos e produtos de maior qualidade. Já quando a concorrência é pequena, os preços podem subir.

Esses são os principais fatores do aumento da inflação. Dependendo do momento uns influenciam mais ou menos na inflação. Espero que esse tema fique bem claro. E caso não fique deixe seu comentário abaixo. Assim a gente também enriquece a discussão. Informação é poder!

 

 

Comments

comments

3 comentários em “As principais causas da inflação

  1. Energia, água e combustível fóssil, ou não. Se não houver uma oferta maior do que a demanda, a economia fica esse frangalho em que se encontra. Não se produz nenhum bem ou serviço sem um desses itens. A calça jeans, o celular, os pcs, a comida que consumimos. Tudo depende de energia ELÉTRICA, ÁGUA E COMBUSTÍVEL PRA SER TRANSFORMADO EM BENS OU SERVIÇOS. QUANDO SOBEM DE PREÇO DEVIDO A POUCA OFERTA, DA NO QUE DEU.CRISE ECONÔMICA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *